quinta-feira, 23 de maio de 2019

Game of Thrones | Showrunners contam qual personagem originalmente sobreviveria


As mortes de personagem sempre foram tópico altamente comentado em Game of Thrones. Em entrevista à EW, os showrunners contam qual personagem originalmente teria sobrevivido aos eventos da última temporada da série.

[Atenção! Spoilers abaixo]


David Benioff e D.B. Weiss contaram que o plano era fazer com que Sor Jorah sobrevivesse. “Por muito tempo, queríamos que Sor Jorah estivesse na Muralha no final. Mas teríamos de forçar muito para que ele estivesse na Muralha e não ao lado de Dany nos eventos dos últimos episódios”, contam.

Iain Glen, ator que interpretou o personagem, contou que acredita que tenha sido melhor ter morrido na Batalha de Winterfell, sem ver o que Daenerys fez em Porto Real:

Foi uma bênção para ele não saber o que aconteceu. De um ponto de vista pragmático da história, a morte dele serviu para alguma coisa. Onde ele poderia ter ido depois disso?

Os 73 episódios de GoT estão na HBO Go.

Via: jovemnerd

Será que a Huawei já tem uma alternativa à Google Play Store?

Huawei EMUI

Apesar do mercado ter sido apanhado de surpresa, pelo corte de relações entre a Huawei e a Google… Verdade seja dita, a gigante Chinesa já estava à espera disto! E até já se vinha a preparar para o pior.

Por isso, além da Huawei já estar a desenvolver o seu próprio sistema operativo, e de ter acumulado um ‘stock’ de componentes, que alguns analistas afirmam chegar para 12 meses…

A empresa também já tem uma substituta para a Google Play Store, e por acaso, já se encontra nos seus smartphones Huawei e Honor, há bastante tempo.

A Huawei App Gallery, pode ser muito bem a solução para todos os problemas da empresa!

Huawei Android

Afinal de contas, segundo o Bloomberg, a Huawei reuniu com vários ‘devs’ em 2018, de forma a ajudá-los a entrar no mercado Chinês… Se começassem a desenvolver aplicações para a App Gallery.

Em suma, tal e qual como todos os fabricantes de telemóveis com sistema operativo Android, a Huawei sabe que está dependente da Play Store e dos demais serviços da Google.

Mas ao contrário de outras fabricantes, a Huawei está constantemente debaixo de fogo, nomeadamente pela administração do governo Norte Americano! Por isso, faz todo o sentido, que a empresa tenha um plano B guardado, para esta ocasião.


Ainda assim, a Huawei App Gallery não é uma solução a 100%!


Como a Huawei foi banida dos Estados Unidos, e está agora impossibilitada de fazer negócios com toda e qualquer empresa sediada no país de Trump. Até a loja de aplicações da empresa, irá perder algumas das apps mais famosas do mundo… Como o Facebook, Instagram, WhatsApp, Twitter, etc…

A App Gallery poderá servir como uma ponte, entre o mercado asiático e o resto do mundo.

Numa visão super otimista, de toda esta situação, a App Gallery poderá muito bem ser uma excelente solução! Para que a Huawei consiga distribuir as suas aplicações tanto ao mercado Europeu, como ao mercado Asiático. Além disto, poderá também servir de competição à Google e ao seu ecossistema.

Conclusão
Claro que tudo isto, depende de muitos se’s… E na minha mais honesta opinião, muito dificilmente, este ‘plano B’ irá conseguir ter o sucesso que muitos acreditam que possa ter.

Aliás, se esta proibição não for levantada, podemos estar muito bem a presenciar, o ‘assassinato’ de uma gigante global das telecomunicações, pelas mãos de Donald Trump.

Via: leak

DJI vai incluir detector de avião e helicóptero em todos os drones em 2020

Resultado de imagem para DJI
Pixabay

A fabricante de drones DJI anunciou, nesta quarta-feira (22), que todos seus aparelhos que pesem mais de 250 gramas e lançados em 2020 contarão com detectores de helicópteros e aviões.

Os novos drones terão sensores embutidos capazes de receber sinal ADS-B (Automatic Dependent Surveillance Broadcast), tecnologia de vigilância para o rastreamento de aviões exigida pelo governo dos Estados Unidos. A exigência, que terá início em primeiro de janeiro de 2020, é feita para aeronaves tradicionais que sobrevoam espaços aéreos controlados, sendo usada também por controladores de tráfego aéreo para medir a precisão em tempo real.

O detector ADS-B foi classificado como AirSense e, nos drones, deve alertar os pilotos quando houver a aproximação de aviões ou helicópteros, sendo de sua responsabilidade desviar desses obstáculos.

Embora a FAA, Administração Federal de Aviação, não considere o uso do ADS-B uma obrigação em drones, a DJI já usa a tecnologia nos modelos Matrice 200 e Mavic 2 Enterprise. Os drones da DJI já contam com tecnologia de prevenção de obstáculos, mas não o suficiente para evitar que pilotos inexperientes voem perto de casas e ambientes próximos a aviões e helicópteros.

Via: canaltech

Estes são os 12 problemas já encontrados na atualização do Windows 10

windows 10

A empresa criou uma lista com os 12 problemas encontrados até o momento na atualização de maio do Windows 10

Nova atualização do Windows, novos problemas. Isso já se tornou bastante recorrente no Windows 10. Dessa vez, um dia após o lançamento da atualização de maio, foi divulgado pela Microsoft uma lista de bugs encontrados no update. São 12 erros que a empresa disse estar investigando.

Alguns são pequenas coisas como o uso da alteração de brilho que não é aplicada imediatamente. Outros podem ser mais graves, como incompatibilidade com os drivers da AMD. Algumas outras falhas podem aparecer conforme as máquinas de todos os usuários forem sendo atualizadas. Até o momento, esses são os bugs conhecidos:

#1 O brilho da tela pode não responder aos ajustes


Afeta os dispositivos do Windows 10 que possuem hardware Intel. Algumas alterações de brilho podem não se aplicar imediatamente. Uma reinicialização deve resolver isso para que as alterações sejam aplicadas.

#2 Áudio não funciona com fones de ouvido Dolby Atmos e home theater

Afeta os dois aplicativos Dolby Atmos que estão disponíveis na Microsoft Store e pode levar a uma perda de áudio. A Microsoft observa que o problema é causado por um erro de configuração de licenciamento.

#3 Pastas e documentos modificados exibidos no diretório do perfil dos usuários


O problema afeta os sistemas nos quais determinadas pastas, como “Área de Trabalho” ou “Downloads”, foram redirecionadas para outro local. Os usuários podem encontrar essas pastas vazias após a atualização

#4 Erro ao tentar atualizar o sistema com dispositivo USB externo ou cartão de memória conectado


A atualização vai falhar se um dispositivo USB externo ou um cartão de memória estiver conectado ao sistema durante a atualização. A Microsoft observa que isso também pode afetar discos rígidos internos. A Microsoft já havia alertado sobre o problema, mas parece que ele ainda não foi corrigido. 

#5 Não é possível localizar ou conectar-se a dispositivos Bluetooth

Problemas de compatibilidade com determinados sistemas Bluetooth das marcas Realtek e Qualcomm. Atualizações para os drivers mais recentes podem remover os problemas.

#6 Configurações de luz noturna não se aplicam em alguns casos

As configurações de luz noturna podem não ser salvas em determinadas circunstâncias. A Microsoft recomenda desabilitar e habilitar o recurso ou reiniciar o computador.

#7 Intel áudio exibe uma notificação “intcdaud.sys”


O Windows 10 pode mostrar uma mensagem de erro ao tentar atualizar sistemas com determinados drivers de dispositivos de áudio da Intel. Se o problema se referir ao “inscdaud.sys”, o sistema é afetado e pode resultar em um uso maios de bateria.

#8 Não é possível inicial o aplicativo da câmera

As configurações de luz noturna podem não ser salvas em determinadas circunstâncias. A Microsoft recomenda desabilitar e habilitar o recurso ou reiniciar o computador.

Os usuários que possuem dispositivos com câmeras Intel RealSense SR300 e Intel RealSense S200 talvez não consigam usar o aplicativo de câmera. O erro “Fechar outros aplicativos, código de erro: 0XA00F4243” pode ser exibido quando o aplicativo de câmera for iniciado.

As soluções temporárias incluem desconectar a câmera e conectá-la novamente, desativar e reativar o driver no Gerenciamento de Dispositivos, ou reiniciar o sistema RealSense por completo.

#9 Desconexão constante da rede Wi-Fi

Um driver Qualcomm desatualizado pode causar problemas de conectividade Wi-Fi em “computadores mais antigos”. A Microsoft recomenda que os drivers de dispositivo sejam atualizados para resolver o problema.

#10 Incompatibilidade do driver AMD RAID

Os sistemas AMD Raid com versões inferiores a 9.2.0.105 não podem ser atualizados para a nova versão do Windows 10. A instalação é interrompida com uma mensagem de erro como “AMD Ryzen ou AMD Ryzen Threadripper configurado no modo SATA ou NVMe RAID”.

Para esses casos, a Microsoft recomenda que os usuários baixem e instalem os drivers AMD Raid mais recentes.

#11 Aplicativos e jogos D3D podem não entrar em modo de tela cheia em alguns monitores

Certos aplicativos ou jogos com Derect3D podem não iniciar o modo de tela cheia se a orientação de exibição padrão tiver sido alterada.

A Microsoft recomenda que os usuários executem aplicativos no modo de janela ou em um monitor secundário ou alterem as configurações de compatibilidade de aplicativos e jogos para “Desativar otimizações de tela cheia”.

#12 Versões mais antigas do BattleEye que previne trapaças são incompatíveis  


Os jogos que usam versões mais antigas do BattlEye podem travar o sistema inteiro após a instalação da nova versão do Windows 10. Uma versão mais recente do software está disponível para resolver o problema.


Smartwatch Xiaomi Stratos (Pace 2) pode ser importado ou comprado no Brasil


A chinesa Xiaomi fez fama e ganhou mercado com seus smartphones muito bem construídos e com excelente relação custo-benefício. Logo em seguida, foi a vez de inundar o mercado com seus dispositivos vestíveis, segmento onde ela já é considerada referência mundial, principalmente pelo sucesso de suas pulseiras inteligentes Mi Band 2 e Mi Band 3.

Além das pulseiras, a Xiaomi também fabrica smartwatches de ótima qualidade, sob a marca Amazfit. Um dos principais modelos da atualidade é o Amazfit Stratos (Pace 2), que está em oferta na GearBest.

Em conjunto com a tela OLED e a resistência à água, o relógio inteligente pode monitorar o sono e os batimentos cardíacos, possui alarme com vibração, lembrete de chamadas e mensagens, notificações para redes sociais, além de um modo para praticantes de esportes que conta com GPS.

Xiaomi Amazfit Stratos no Brasil


Fonte: Divulgação/Xiaomi

Felizmente, revendedores terceirizados já trouxeram o Amazfit Stratos para o Brasil. Pagando um pouco mais, você receberá seu produto em menos tempo e ainda vai se livrar do risco da sobretaxa.

Via: tecmundo

quarta-feira, 22 de maio de 2019

Em Cannes, Tarantino se irrita com perguntas na coletiva de Era Uma Vez em Hollywood

Diretor foi curto e grosso quando o assunto era Roman Polanski e personagens femininas com poucas falas 
Quentin Tarantino foi ovacionado de pé durante sete minutos após a exibição de seu novo filme no Festival de Cannes. O diretor retornou a mostra 25 anos depois de ganhar a Palma de Ouro com Pulp Fiction, mas não poupou os jornalistas que cobriam o festival de críticas e chateamentos. Na coletiva de imprensa horas depois da exibição de Era Uma Vez em Hollywood, Tarantino, Leonardo DiCaprio, Brad Pitt e Margot Robbie responderam questões por cerca de trinta minutos. O clima foi de companheirismo entre as estrelas do longa, mas duas colocações espinhosas deixaram Tarantino irritado.

A trama do seu novo longa revisita a Hollywood hippie dos anos 60 e recria o assassinato da atriz Sharon Tate, morta a facadas por membros do culto fanático de Charles Manson.

Em uma das perguntas, um repórter sugeriu que Margot Robbie, uma das protagonistas de Era Uma Vez em Hollywood, tem bem menos falas que as figuras masculinas representadas por Pitt e DiCaprio. O diretor, claramente aborrecido, foi curto e grosso: “Eu rejeito essa sua hipótese.” Já Robbie respondeu de forma mais polida e argumentou que não são necessárias muitas falas para fazer um bom trabalho como atriz. “Acho que os momentos que tenho em tela deram oportunidade de honrar a Sharon e sua leveza. Eu não acho que a intenção era aprofundar a personagem além disso”, ponderou ela. “A tragédia representou a perda da inocência e mostrou que aquela pureza podia ser desfeita rapidamente. Senti que tive muito tempo para explorar os eventos sem diálogo“, completou a atriz.

Em outro momento, Tarantino foi perguntado sobre sua relação com o diretor Roman Polanski — que é um personagem no longa por ser casado com Tate na época de seu assassinato. Recentemente, no entanto, o cineasta polonês se envolveu em uma série de acusações relacionadas a abuso sexual, sendo até mesmo expulso da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Apesar de estar chamuscado por conta das denúncias, Tarantino não esconde sua predileção pelos filmes de Polanski. “Eu encontrei ele algumas vezes. Sou um fã do trabalho Roman Polanski, particularmente O Bebê de Rosemary”, contou Tarantino.

O diretor foi mais uma vez curto e grosso quando perguntado sobre ter ou não consultado o polonês para retratá-lo no longa: ‘Não, eu não fiz isso”. (Via Folha e THR)

Diferente de todos os outros filmes de Quentin Tarantino desde Jackie Brown, o roteiro de Era Uma Vez em Hollywood (ainda) não vazou na internet. Por conta disso os detalhes sobre a trama são mais escassos do que em produções anteriores e o próprio diretor escreveu uma carta pedindo que ninguém dê spoilers do seu filme.

Os dois protagonistas serão Rick Dalton (Leonardo DiCaprio) — um ator que viveu seus anos de glória em séries de faroeste na TV americana — e Cliff Booth (Brad Pitt), o dublê e melhor amigo de Dalton. Ambos estão na pior fase de suas carreiras e não conseguem empregos na indústria cinematográfica após a queda do gênero de faroeste. Mas Dalton tem uma vizinha famosa que pode ajudar a mudar todo esse panorama e alavancar suas carreias. Essa vizinha é a atriz Sharon Tate (Margot Robbie), que acabaria sendo morta naquele mesmo ano pelo culto do psicopata Charles Manson.

Estes são os personagens principais do filme, mas a trama em si segue nebulosa mesmo após a divulgação do primeiro trailer. Por conta de todo este mistério, o próprio Quentin Tarantino pediu que ninguém dê spoilers da trama após a exibição quase coisa meses antes da estreia oficial.

Além dos três protagonistas, Dakota Fanning (The Alienist), Kurt Russell (Guardiões da Galáxia vol. 2), Luke Perry (Riverdale), Al Pacino (Poderoso Chefão) e Tim Roth (Oito Odiados) compõe o fortíssimo elenco de apoio do filme.

Era Uma Vez Em Hollywood está definido para estrear em circuito comercial nos Estados Unidos no dia 26 de julho de 2019 — no aniversário de morte de 50 anos de Tate. Já no Brasil, a estreia fica para o dia 15 de agosto.

Via: Jovem Nerd


Apple lança novos MacBooks Pro, agora com até 8 núcleos e teclado borboleta melhorado!

Imagem de destaque

De surpresa, a Apple lançou hoje novos MacBooks Pro com processadores Intel Core de oitava e nona gerações mais rápidos, com até oito núcleos e oferecendo velocidades Turbo Boost de até 5GHz — a primeira vez que um portátil da Apple pode ser configurado dessa forma! Isso, é claro, no modelo de 15 polegadas; no de 13″, os processadores são quad-core com Turbo Boost de até 4,7GHz.

Segundo a Apple, o novo modelo de oito núcleos é 2x mais rápido que um MacBook Pro de quatro núcleos da geração anterior e tem 40% mais desempenho se comparado a um MacBook Pro de seis núcleos.

“Seja um estudante de faculdade que esteja estudando, desenvolvendo aplicativos de nível internacional ou editores de vídeo criando filmes, estamos constantemente impressionados com o que nossos clientes fazem com o seus MacBooks Pro”, disse Tom Boger, diretor sênior de marketing de produtos Mac da Apple. “Agora com processadores de 8 núcleos para um incrível aumento de desempenho, juntamente à impressionante tela Retina, armazenamento mais rápidos, autonomia de bateria para todo o dia e rodando o macOS, o MacBook Pro continua sendo o melhor notebook profissional do mundo e mal podemos esperar para ele chegar às mãos dos nossos clientes para ver o que eles farão.”

Ainda segundo a empresa, com o novo MacBook Pro de oito núcleos, produtores musicais podem reproduzir projetos massivos de várias faixas com até 2x mais plugins do Alchemy no Logic Pro X; designers 3D podem renderizar cenas até 2x mais rápido no Maya Arnold; fotógrafos podem aplicar edições e filtros complexos até 75% mais rápido no Photoshop; desenvolvedores, por sua vez, podem compilar código até 65% mais rápido no Xcode; cientistas e pesquisadores podem calcular simulações complexas de dinâmica de fluidos até 50% mais rápido em TetrUSS; e editores de vídeo podem editar até 11 fluxos multicam simultâneos de vídeo 4K no Final Cut Pro X.

Novo MacBook Pro (2019)

O display Retina continua com 500 nits de brilho, suporte a ampla gama de cores P3 e tecnologia True Tone, para uma experiência de visualização natural e realista. Ele também vem com alto-falantes estéreo imersivos com som estéreo amplo, a segurança e a conveniência do Touch ID, controles dinâmicos e contextuais com a Touch Bar e um grande trackpad Force Touch. O MacBook Pro também possui armazenamento SSD extremamente rápido, o chip de segurança Apple T2 para segurança aprimorada e portas Thunderbolt 3 potentes e versáteis para transferência de dados, carregamento e conexão de até duas telas 5K ou quatro GPUs externas.

Ao TechCrunch, a empresa informou que mudou os materiais do mecanismo dos teclados borboleta, afirmando que essa nova composição reduzirá substancialmente o problema de tecla duplicada e/ou de falha — sem especificar exatamente o que foi feito.

Recall
Ainda segundo o TechCrunch, embora a Apple acredite que essa mudança no teclado resolverá tudo de uma vez por todas, a empresa incluiu todos os teclados com mecanismo borboleta (de toda a sua linha de notebooks) no programa de reparo de teclados — anteriormente, apenas modelos 2015, 2016 e 2017 de MacBooks [Pro] faziam parte do programa; agora, entram na brincadeira também os MacBooks Air de 2018 e os MacBooks Pro de 2018 e de 2019 (sim, o lançamento de hoje já faz parte do programa)!

Eis as máquinas que agora fazem parte do recall:

  • MacBook (Retina, 12 polegadas, início de 2015)
  • MacBook (Retina, 12 polegadas, início de 2016)
  • MacBook (Retina, 12 polegadas, 2017)
  • MacBook Air (Retina, 13 polegadas, 2018)
  • MacBook Pro (13 polegadas, 2016, duas portas Thunderbolt 3)
  • MacBook Pro (13 polegadas, 2017, duas portas Thunderbolt 3)
  • MacBook Pro (13 polegadas, 2016, quatro portas Thunderbolt 3)
  • MacBook Pro (13 polegadas, 2017, quatro portas Thunderbolt 3)
  • MacBook Pro (15 polegadas, 2016)
  • MacBook Pro (15 polegadas, 2017)
  • MacBook Pro (13 polegadas, 2018, quatro portas Thunderbolt 3)
  • MacBook Pro (15 polegadas, 2018)
  • MacBook Pro (13 polegadas, 2019, quatro portas Thunderbolt 3)
  • MacBook Pro (15 polegadas, 2019)


Ainda que o programa de reparo cubra todas essas máquinas, apenas os teclados borboleta de terceira geração (com a membrana protetora contra sujeira) serão trocados pelo de quarta geração. A empresa informou que o “novo” teclado não muda, segundo a Apple, a aparência ou a experiência de utilização/digitação das gerações anteriores.

No mais, a Apple informou também que está fazendo melhorias substanciais nos processos de reparo desses teclados nas Apple Stores a fim de acelerar tudo e deixar o cliente o menor tempo possível sem sua máquina.

Preços


Novo MacBook Pro (2019)

Tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil, os preços dos MacBooks Pro continuam iguais.

Por aqui, o modelo de 13″ sem Touch Bar (que não foi atualizado) começa em R$11.700; o modelo de 13″ com Touch Bar custa a partir de R$16.200, enquanto o de 15″ começa em R$21.300. Lá fora, os preços começam respectivamente em US$1.300, US$1.800 e US$2.400.

Após ataque hacker, WhatsApp cria alerta para proteger usuários

WhatsApp cria alerta para proteger conta dos usuários
WhatsApp cria alerta para proteger conta dos usuários Pixabay



Após o ataque hacker que acessou os dados de usuários na semana passada, o WhatsApp implementou uma mensagem de alerta para os usuários. Agora todos serão orientados a não compartilhar o código verificador recebido por SMS.

O código de verificação é formado por seis dígitos enviado pelo aplicativo por mensagem SMS, a cada verificação é gerada uma nova codificação.


O recurso é útil caso a pessoa tenha o celular roubado. Assim, ao solicitar a verificação da conta e inserir o código recebido, qualquer um que estiver usando a conta será desconectado automaticamente.

Além disso, também aconselha a ativar a verificação em duas etapas, que exige um PIN criado pelo próprio usuário, caso alguém tente usar o mesmo número de WhatsApp. O aplicativo sugere avisar amigos e familiares para evitar golpes.

A nova mensagem de alerta está disponível para os aparelhos com sistema operacional Android, do Google, e em breve deve chegar para iPhone.

Para saber como solicitar a verificação de duas etapas, siga esse passo a passo

Via: R7



terça-feira, 21 de maio de 2019

Nubank deixa escapar que pode lançar três novos produtos em breve

novos produtos
Recentemente, o Nubank mandou para todos os seus clientes um novo contrato atualizado. No entanto, a fintech deixou escapar que poderá lançar novos produtos no futuro. Mas quais produtos seriam lançados pela fintech?

Nubank deixa escapar que pode lançar três novos produtos em breve

De acordo com o contrato, é possível que o Nubank disponibilize na NuConta os seguinte produtos: recarga de celular, compras no débito pelo cartão virtual e produtos financeiros (investimentos).
Para comprovar que há possibilidade do Nubank lançar novos produtos, separamos 3 pontos do contrato da NuConta disponibilizado pela fintech em seu próprio site.

Confira os seguintes pontos levantados do novo contrato da NuConta:

4 Funcionalidades da NuConta

4.3 Com os recursos depositados na sua NuConta, Você eventualmente também poderá pagar boletos, contas de serviços públicos, realizar recargas de créditos no seu celular e transferências por meio de plataformas e arranjos de terceiros. Você deverá sempre observar os termos e condições disponibilizados pelos terceiros com os quais o Nubank tem parceria para a oferta da facilitação de pagamento. Além disso, esse serviço pode estar indisponível para algumas transações. A validação dos pagamentos de boletos e contas de serviços estará disponível por canais eletrônicos.
4.4 Adicionalmente, Você poderá utilizar os recursos depositados na NuConta para adquirir produtos financeiros emitidos por empresas do grupo do Nubank, caso essa possibilidade seja conferida a Você pelo aplicativo. Os termos e condições aplicáveis a aquisição, resgate e outros direitos relacionados a tais produtos financeiros serão regulados pelos termos contratuais ou títulos específicos celebrados entre Você e a empresa do grupo do Nubank. Você poderá optar por realizar aquisições automáticas de tais produtos financeiros com os recursos de novos aportes em sua NuConta mediante autorização expressa via aplicativo, sendo facultado a Você cancelar essa opção de novas aquisições a qualquer tempo pelo aplicativo ou pelos demais canais viabilizados pelo Nubank.

6 Cartão da Nuconta (Função Débito)

6.5 O seu Cartão Função Débito também poderá ser habilitado a realizar compras pela internet de acordo com a discricionariedade do Nubank e disponibilidade dos Estabelecimentos.
Para conferir o resumo dos principais pontos do contrato, basta clicar no link abaixo:

Considerações Finais

Portanto, o Nubank abriu uma possibilidade de lançar no futuro esses serviços. Mas como a fintech vem lançando seguidamente novos produtos, é possível que, em breve, esses produtos mencionados acima sejam disponibilizados. Contudo não temos qualquer confirmação a respeito de que os produtos sejam lançados num futuro próximo.

Enfim, gostou da notícia sobre os novos produtos do Nubank?

Google x Huawei: o que acontece depois da suspensão de uso do Android?


A semana já começou com mais um capítulo da guerra comercial dos Estados Unidos, quando a Google barrou a Huawei de vários de seus serviços, incluindo o suporte ao Android, segundo fontes dos bastidores. Agora, as próprias empresas vêm à público para falar sobre o assunto, o que nos dá informações suficientes para projetar quais serão as consequências imediatas dessa suspensão.

Bem, em primeiro lugar, a própria Google confirmou os boatos e também disse que está “revendo as implicações” de exportar licenças de tecnologia à Huawei. “Garantimos que, enquanto cumprimos os requisitos do governo dos Estados Unidos, serviços como o Google Play e a segurança do Google Play Protect continuarão funcionando no seu dispositivo Huawei já existente.”

Ou seja, a medida por enquanto deve afetar as funcionalidades mais complexas, como o uso da nuvem da Gigante das Buscas. Isso tudo acontece sob as acusações de espionagem que o governo de Trump mantém diante das companhias chinesas e ainda não se sabe as extensões de todos os apps, produtos e serviços afetados.

huawei
Fonte: Huawei
Além disso, ao que parece, esse banimento deve afetar mesmo por completo somente as novas unidades de aparelhos da Huawei. Com relação aos atuais e antigos, com a escassez gradual de updates, o fim do sistema operacional nesses modelos fica iminente em um futuro breve — o provável prazo é de um ano.

Huawei já tem um “Plano B” para isso há alguns anos

A própria Huawei veio a público dizendo que vai continuar oferecendo suporte para todos os dispositivos de suas marcas. "A Huawei continuará a oferecer atualizações de segurança e serviços de pós-venda para todos os tablets e smartphones existentes das marcas Huawei e Honor, dando cobertura a todos aqueles já vendidos ou ainda à venda em todo o mundo.”

E aí pode entrar um “Plano B” que está na manga da chinesa há mais de três anos. Em 2016, a companhia havia contratado ex-funcionários da Nokia para trabalhar em seu próprio sistema operacional, que seria justamente uma alternativa para o caso de a Google dificultar as coisas. O EMUI possui muitas conexões com os serviços dos ianques, mas pode já ter evoluído para versões que possuam integração com plataformas chinesas, a exemplo de um software de email ou calendário próprios.

huawei
Fonte: Huawei

Neste ano, em março, com o aumento da tensão entre China de Estados Unidos, o tema voltou à pauta. Na ocasião, o CEO Richard Yu disse estar ciente dos desafios e, embora gostasse de “trabalhar com ecossistemas”, como os da Google e da Microsoft, já há softwares alternativos para uso nas interfaces de seus produtos. Contudo, não há confirmação da substituição do Android.

Algumas questões que ficam no ar

Agora é preciso aguardar para saber como o assunto vai se desenrolar. E ficam no ar algumas perguntas. Google não estaria dando “um tiro no pé”, já que o objetivo dela é justamente manter sua presença no maior número de dispositivos possível? Qual e como é exatamente esse “Plano B” da Huawei?

Como fica a subsidiária Honor nessa história toda? E seria o momento de todas as chinesas se unirem com seu próprio sistema operacional e todas largarem também o suporte da Google? Como fica a chegada do 5G em todo o mundo, já que Huawei é a maior fornecedora global de equipamentos de rede para a nova geração de internet móvel?

Bem, pode ter certeza que não vai demorar muito para termos várias das respostas, fique conosco para saber isso tudo nos próximos capítulos.

Via: tecmundo

Acabou a espera! Xiaomi desembarca no Brasil e traz cinco smartphones em seu retorno

tudocelular
A espera acabou. Fãs brasileiros da Xiaomi poderão comprar produtos da marca diretamente no Brasil sem a necessidade de importação. A fabricante chinesa oficializou, em evento realizado em São Paulo, cinco novos smartphones que serão comercializados em parceria com a DL.

Os novos modelos são o Redmi Go, o Redmi 7, o Redmi Note 7, o Mi 8 Lite e, como grande surpresa, a empresa trouxe o Mi 9, principal flagship da marca. Pocophone F1 e Redmi Note 6 Pro já haviam sido lançados oficialmente no país em março deste ano, quando os primeiros sinais da parceria entre as empresas começaram a surgir.

No início da semana, era possível ver alguns modelos sendo vendidos nas Lojas Pernambucanas, tradicional varejista. Além dela, Magazine Luiza e Ricardo Eletro também serão parceiros da marca. Durante o evento, foi anunciado que os smartphones terão MIUI otimizada para o mercado brasileiro.

A empresa anunciou ainda que sua linha de atuação não ficará restrita a smartphones. Na apresentação, gadgets conhecidos da companhia, como guarda-chuva, patinete, mochila e até mesmo a pulseira inteligente Mi Band 3 serão comercializados no Brasil.

Entre eles, destaque para o Mi Eletric Scooter, patinete elétrico mais vendido do mundo, que pode ser controlado pelo aplicativo Mi Home, e o Mi Smart Sensor Kit, assistente de integração doméstica, capaz de tornar casas inteligentes e conectar dispositivos que fazem parte do ecossistema da marca..

tudocelular

Loja física e virtual


A grande novidade ficou para o final do evento, com o anúncio da Mi Store chegando oficialmente ao Brasil. A loja estará localizada no Shopping Ibirapuera e iniciará as operações no dia 1º de junho deste ano. Além disso, a plataforma de e-commerce oficial da Xiaomi, através do domínio mi.com, terá operações no país

Preços

Xiaomi Mi 9: a partir de R$ 4.000 (versão 6GB/64 GB)
Redmi Go: preço sugerido de R$ 700
Redmi 7: R$ 1300 (versão de 32 GB de armazenamento) e R$ 1500 (R$ 64 GB)
Redmi Note 7: R$ 2100 (versão de 4GB/64GB)
Mi 8 Lite: R$ 2700 (versão com 64GB)

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

10 dicas de filmes para assistir na Netflix em 2019

1 – A Garota Dinamarquesa

Na década de 1920, um casal de artistas dinamarqueses parte em uma jornada de amor incondicional quando o marido anuncia sua intenção de viver a vida como uma mulher. Filme de drama baseado em livros, direção de Tom Hooper, estrelando Eddie Redmayne, Alicia Vikander, Amber Heard.
.

2 – A lista de Schindler

Oskar Schindler gasta toda a sua fortuna para ajudar a libertar 1.100 judeus de Auschwitz durante a Segunda Guerra Mundial. Filme de drama, direção de Steven Spielberg, estrelando Liam Neeson, Ben Kingsley, Ralph Fiennes.
.

3 – Sempre ao seu Lado

Quando seu mestre morre, um cachorro leal permanece mais de uma década esperando por ele em frente à estação de trem onde costumava encontrá-lo todos os dias. Filme para família e crianças, direção de Lasse Hallström, estrelando Richard Gere, Joan Allen, Cary-Hiroyuki Tagawa.
.

4 – Os Vingadores

Homem de Ferro, Hulk, Capitão América, Thor, Viúva Negra e outros heróis se unem para salvar o mundo de uma terrível ameaça. Filme de ação e aventura, direção de Joss Whedon, estrelando Robert Downey Jr., Chris Evans, Mark Ruffalo.
.

5 – Simplesmente Acontece

Depois de muitas idas e vindas ao longo dos anos, os amigos de infância Rosie e Alex lutam para resolver o laço íntimo e duradouro que há entre eles. Filme de comédia, direção de Christian Ditter, estrelando Lily Collins, Sam Claflin, Christian Cooke.
.

6 – Psicose

Quando uma funcionária de uma imobiliária comete um roubo e foge com um monte de dinheiro, esperando começar uma nova vida, ela acaba no famoso Hotel Bates. Filme de suspense, sob direção de Alfred Hitchcock, estrelando Anthony Perkins, Janet Leigh, Vera Miles.
.

7 – O Jogo da Imitação

Durante a Segunda Guerra Mundial, um matemático lidera uma equipe de analistas de criptografia para decifrar o famoso código alemão Enigma. Filme de drama e baseado na vida real, direção de Morten Tyldum, estrelando Benedict Cumberbatch, Keira Knightley, Matthew Goode.

8 – Guardiões da Galáxia

Na tentativa de escapar do vilão intergaláctico Ronan, o piloto espacial Peter Quill se une a um excêntrico grupo para formar uma equipe de heróis improváveis. Filme de ação e aventura, direção de James Gunn, estrelando Chris Pratt, Zoe Saldana, Dave Bautista.
.

9 – Pets – A Vida Secreta dos Bichos

Dois cachorros de estimação brigões se unem para lutar contra uma gangue de animais bravos que prepara um ataque contra os humanos. Filme para família e crianças, direção de Chris Renaud, estrelando Louis C.K., Eric Stonestreet, Kevin Hart.

10 – Na Própria Pele – O Caso Stefano Cucchi

Detido por posse de drogas, Stefano Cucchi enfrenta uma semana atrás das grades que muda para sempre a vida de sua família. Baseado em fatos reais. Filme de drama, direção de Alessio Cremonini, estrelando Alessandro Borghi, Jasmine Trinca, Milvia Marigliano.
.


This is African American History Month, so in recognition of some of the diverse narratives in gaming, we present this list of complex black characters that have graced our television screens and PC monitors. After lengthy discussions on the topic, we decided to highlight characters that are played by and modeled after black talent. In this way, we hope to recognize the staff members who work behind the scenes in conjunction with the characters presented here.
Games motivate. More importantly, they have the power to mirror an ever-changing fanbase. Here are ten black characters that have inspired us.

Leonard “Lenny” Summers – Red Dead Redemption II

Who he is: One of the youngest members of the Van der Linde gang, Lenny was born to former slaves in 1880. His father and uncle were both educated men who taught him to read and write. When Lenny’s father was killed by two drunken men, he guns them down in a fit of rage. After three years of constantly running from the law, he joins the Van der Linde gang and earns the trust of his companions.
 
Why we love him: Red Dead Redemption II's Lenny is compelling because he is a vocal reminder of the heightened racial tensions that plagued the wild frontier. In camp, he provides first-hand accounts of violence against his family and even sexual violence against female slaves. The “Preaching Forgiveness As He Went” mission is particularly striking, as Lenny educates Arthur about the experiences of being black in a hateful America; “…but most of [racism is] a glance, or a word, and after that, a visit in the night.”

Lee Everett – Telltale’s The Walking Dead

Who he is: A former history professor at the University of Georgia, Lee loses everything in a single moment of violence when he discovers his wife’s affair. He begins his apocalyptic journey, downcast, in the backseat of a cop car – not an ideal start for a black character in modern-day America. After multiple incidents involving the undead, he discovers his saving grace: Clementine. Through their strong bond, he finds absolution. 
Why we love him: While Lee comes across racism in his fight for survival, his self-agency is never limited by it. Despite his wife’s betrayal before the zombie virus, he learns to trust others again and becomes a significant role model for Clementine and his other companions. By the end of the game’s first season, Lee has transformed into a leader worth following.

Alyx Vance – Half-Life 2

Who she is: It didn’t take long for The Combine to assert their interdimensional dominance over human society. Alyx and her father, Eli, escape the ensuing struggle, but they do not flee unscathed. Eventually, the two find respite in a nearby wasteland. Many years pass, and Alyx joins the Resistance to retake the planet. 
Why we love her: Regardless of her supporting role, Alyx becomes a key figure in the war effort against The Combine and assists leading-man Gordon Freeman as he explores the regions of Black Mesa. Proficient at hacking and combat, she is free from the restrictions of the “damsel-in-distress” or “scantily clad-warrior” tropes. Thanks to realistic mannerisms and a multi-layered personality (for instance, Alyx often hides her fears behind a facade of confidence), she reacts and functions like a real person. Ultimately, she is a shining example of black femininity.

Bayek of Siwa – Assassin’s Creed Origins

Who he is: Bayek is a Medjay (law enforcer) of Egypt, like his father before him. When the Order of the Ancients (a pre-Templar faction) murder his son, he sets out on a quest of vengeance. He soon becomes embroiled in the macro-political struggles of the greater Mediterranean landscape.
Why we love him: Leading up to Assassin's Creed Origins’ release, Ubisoft received backlash because of their choice to portray ancient Egypt through a black lens. While scholarly debates about the complexion and exact ethnicity of Africa’s early civilizations have thrived for considerable spans of time, Bayek’s blackness (and the inherent blackness of Origins’ world) is important. Moreover, as founder of the Brotherhood, he is single-handedly responsible for the franchise’s extensive lore. What we appreciate about Bayek is his paternal nature when around children. Although this reaction is rooted in heartbreak, Bayek’s internal complexities make his retribution far more significant. 

Captain David Edward Anderson – Mass Effect

Who he is: One of the Alliance’s most well-respected soldiers, Captain Anderson is a veteran of The First Contact War: a series of battles that occurred after humanity’s first contact with extraterrestrial life. Despite his personal hardships and betrayal at the hands of Mass Effect’s antagonist Saren, he remains Shepard’s most loyal supporter. With his constant guidance and active assistance, you handily defeat the universe’s most daring threat.
Why we love him: Anderson’s myriad decorations and commendations include captaining the iconic Normandy cruiser, graduating from the legendary N7 branch of the Alliance, and being instated as the first human Council member. These various occupational successes are nothing short of exemplary. Human ethnicity is not explored in Mass Effect, although it does deal with xenophobia (*ahem* Ashley). Nevertheless, Anderson has been included here because of the high, prestigious standards he sets for the soldiers around him, including Shepard. 

Major Jackson “Jax” Briggs – Mortal Kombat

Who he is: The military leader of the Outer World Investigation Agency (O.I.C.) has been a staple in the Mortal Kombat series since its second entry in 1993. Equipped with his iconic stainless-steel arms, he was originally introduced to the series during his siege against Kano’s Black Dragon crime syndicate. In other games, he ventures to the Outworld in search of his close friend Sonya Blade. In modern iterations, he has started a family with his wife, Vera. 
Why we love him: Aesthetically, Jax suffers from a stereotypical “big, angry black man” musculature. This abnormal physique is evocative of early and modern visualizations of video game blackness, such as Barret Wallace and Albert King. Jax’s inclusion on this list, however, is connected solely to his characterization. While most black fighters (like Balrog and Bruce Irvin) are shackled by their shady pasts and antagonistic tendencies, Jax stands atop the heap as a captivating leader, loyal friend, and protective father.

Billie Lurk – Dishonored 2 & Death of the Outsider

Who she is: Lurk’s existence is mired in tragedy. Born to abuse and impoverishment, her first haven was her lover Deirdre. After aggravating two unfeeling noblemen, Deirdre is struck and killed. Watching the murder elapse, Billie sheds blood and becomes a wanted fugitive. In time, she learns to discover purpose in the death of others. 
Why we love her: Billie’s dual identity of being black and queer is important. While these aspects to her character aren’t deeply explored, both combine to form a graceful representation that otherwise wouldn’t have existed in Death of the Outsider. Following in the footsteps of Arkane Studios’ Emily Kaldwin, Billie’s ferocity and self-sufficiency establish her as an unconventionally rigid protagonist. She is a hardened veteran-assassin worthy of standing alongside gaming’s most hardcore leads.  

Lúcio Correia dos Santos – Overwatch

Who he is: Born into poverty amid the crammed favelas of Rio de Janeiro, Lúcio fell in love with sports and music. The latter of the two became an obsession and the basis for a successful career. When the notorious Vishkar Corporation aims to redevelop Rio de Janeiro, they declare sovereignty over the Brazilian people. Lúcio thwarts their plans and leads an uprising against the scheming megacorporation.
Why we love him: Lucio’s influential songs, heard worldwide, advocate for justice. After the revolution, he becomes the national symbol of Brazil and continues to inspire social change through music. We love Overwatch's Lúcio because he has a personal connection to the disenfranchised; these same people are the demographic for whom he creates music. More importantly, he is a black character in a position of power that consistently gives back to his community. 

Miles Gonzalo Morales – Spider-Man (2018)

Who he is: An undying fan of Spider-man, Miles’s world comes crashing down after his father is killed in a bombing orchestrated by Mister Negative. At the suggestion of Peter and Aunt May, Miles decides to work at a homeless shelter; that work helps ease his sorrow. When he is bitten by a toxic spider from Oscorp, he develops powers and capabilities similar to Peter’s.  
Why we love him: The newest webslinger to don the spidey suit is none other than a charismatic Afro-Latino from Brooklyn! Even though Miles isn’t the main playable character in the latest Spider-Man game, his presence is vital to the story. His deep connection with Peter Parker will likely be a focal point in the future meaning that Miles may be the next POC protagonist that gaming desperately needs.

Lincoln J. Clay – Mafia III

Who he is: Lincoln returns from the Vietnam War to his New Orleans-inspired home of New Bordeaux. The Robinsons, his foster family, heads the Black Mob and he decides to take up the family business. Soon thereafter, calamity strikes, and Lincoln is alone in a world hell-bent on seeing him, and those that look like him, subjugated.
Why we love him: Mafia III’s use of prejudice as a storytelling device illuminated the sins of America’s past. These obstacles make Lincoln’s revitalization powerful. Despite being a crime boss antihero (and another victim of the “big, angry black man” trope), his story provides complex discourse on racism and its destructive power. Lincoln Clay earns his place among the other members of this list because he is a historical symbol of racial tensions in the 1960s Jim Crow-era South.

Carl “CJ” Johnson – Grand Theft Auto: San Andreas

Who he is: As the self-made kingpin of the Grove Street Families (loosely based on the Bloods and Crips), CJ triumphs over the socioeconomic systems that oppress him and develops into a hometown hero by the end of his odyssey.
Why we love him: CJ assisted in defining a new era of narratives for a diversifying audience. Despite being a memorable black lead in a blockbuster title, his actions, in combating external pressures, reflect troubling stereotypes: he chooses to embrace the gang violence in his community and benefits from it. We’re grateful for CJ’s contribution to blackness in gaming, but what he symbolizes is an afrocentric archetype that must be renounced.
With more video games contributing to the discussion of contemporary issues, players from myriad backgrounds have the potential to see themselves in the titles they purchase. In this way games become more immersive while also advocating for inclusivity. Positive representations help to shape higher expectations for ourselves and those around us regardless of diverging backgrounds. 
For another foray into ethnic portrayals, check this out. And in celebration of sexual diversity, read up on Apex Legend's roster of LGBTQ characters.