domingo, 6 de março de 2016

Phil Spencer fala sobre sua visão de inovação para o Xbox One



No último podcast com o Major Nelson, Phil Spencer, falou sobre sua visão da companhia em inovar o Xbox One e ainda sobre os jogos no PC.

"Começamos esta discussão em Janeiro de 2015 e estou sempre recebendo feedback da comunidade do PC. Alguns dizem 'fica fora disto. Phil, é um idiota'. Eu leio os tweets e por vezes digo coisas que não são as mais inteligentes mas eu ouço. Posso dizer isto: somos a Microsoft. Construímos o Windows. O sucesso dos jogos no Windows é incrivelmente importante para nós."

Spencer afirma que o sucesso do Steam no Windows é muito importante para a Microsoft pois são um dos maiores programadores disponíveis na plataforma e o mercado dos jogos no PC é igualmente importante para a companhia.

"As pessoas vão dizer, 'ok, são as pessoas do Xbox que estão tentando estupidificar os jogos no PC, estão lançando vários jogos na loja Windows que não suportam V-sync e sem suporte para várias GPUs.' Posso dizer que, nesta jornada, queremos apresentar as melhores experiências no PC. Não vou dizer que o que estamos fazendo e ao entregar a nossa experiência 1.0 neste momento na loja seja o destino. As pessoas não devem olhar para a nossa dedicação aos jogos no PC como uma tentativa de levar a experiência do console no PC. São duas formas completamente diferentes que queremos abraçar."

A Microsoft teve um bom ano em 2015 e começa a preparar a chegada de novos jogos ao Xbox One e ao PC, esperando receber o feedback da comunidade para saber os caminhos por onde evoluir. Spencer acredita que se você é um jogador dedicado no PC, então só pode ser bom ter a Microsoft dedicando-se mais a essa plataforma.

No entanto, a Microsoft também deixou os fãs confusos com a sua visão a longo prazo para o Xbox One, sugerindo que o console poderia ser melhorado ou que seriam lançados modelos mais poderosos, ou até mesmo um novo console. Spencer explicou um pouco mais sobre a visão da companhia.

"As pessoas já me perguntaram, vamos fabricar outro console? E eu respondo que espero que sim. Quando me perguntam porque respondo 'espero' e não simplesmente sim, respondo que as minhas decisões são baseadas na atualidade. Não posso prever o futuro. Mas se pensar na nossa estratégia, a estratégia é uma visão a longo prazo que inclui várias gerações de equipamento, tanto nos consoles como no PC."

Após a confusão das pessoas, Spencer explicou que o plano não é os consumidores abrirem o console e começarem a atualizar peças individuais do mesmo. "Não é esse o plano. Existe algo especial em relação ao que acontece num console. Podemos comprar um periférico. Podemos ligá-lo na TV e ele funciona."

"As inovações no equipamento acontecem e queremos ter a capacidade de as abraçar nos consoles, para os tornar disponíveis, e talvez não tenhamos que esperar sete ou oito anos para que algo aconteça. No momento, não iremos anunciar um novo console. Estamos contentes com o que temos, com a plataforma que construímos com esse console e a constante inovação, além dos jogos que estão nele. Mas em termos de visão a longo prazo, quero assegurar que as pessoas compreendam que estamos fazendo algo que acreditamos ser o melhor nos consoles, além de ser bom no espaço do PC."

Phil Spencer falou ainda sobre Quantum Break, reafirmando que foi anunciado como um jogo exclusivo para o Xbox One porque o desenvolvimento se iniciou dessa forma e que existem cada vez mais estúdios desenvolvendo para o console. Além do mais, é um apaixonado por esta indústria e por vezes isso vai contra o trabalho que tanto ama.

Via: brasilgamer
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário