sábado, 11 de novembro de 2017

Empresa cria robô que responde e-mails de golpe com spam



(Foto: Reprodução / Twitter)
E-mails com promoções exageradas ou notícias falsas montados para enganar usuários e roubar seus dados pessoais existem aos montes. É o chamado golpe de "phishing", que faz milhões de vítimas por ano. Uma empresa de segurança criou uma solução que dá aos golpistas uma prova de seu próprio remédio.
Trata-se do Re:scam, um chatbot operado por inteligência artificial criado pela neozelandesa Netsafe. O funcionamento é simples: toda vez que você receber um spam na sua caixa de entrada, basta encaminhá-lo ao e-mail me@rescam.org e deixar a máquina fazer o resto.
O robô vai responder ao spam e se passar por uma vítima, fazendo o golpista perder um pouco do seu tempo. Um exemplo de diálogo divulgado pela Netsafe é o de um spam que prometia às possíveis vítimas o pagamento de US$ 5 milhões para fazer parte de uma sociedade secreta.
O robô vai responder ao spam e se passar por uma vítima, fazendo o golpista perder um pouco do seu tempo. Um exemplo de diálogo divulgado pela Netsafe é o de um spam que prometia às possíveis vítimas o pagamento de US$ 5 milhões para fazer parte de uma sociedade secreta.


É basicamente como um trote reverso e automático. Utilizando um algoritmo de machine learning, o Re:scam consegue ler e interpretar a mensagem do golpe e gera respostas pré-programadas de acordo com o assunto do spam. Assim, o remetente recebe uma enxurrada de e-mails indesejados - assim como os que ele mesmo enviou.
O sistema, reportado pelo The Verge, também lembra outro chatbot, o Lenny. Sem qualquer código de inteligência artificial, mas contando com apenas 16 respostas gravadas, o robô atende ligações de telemarketing e desperdiça o tempo do antendente na linha fazendo perguntas desnecessárias até que a pessoa do outro lado perceba.
Por enquanto, porém, essas ferramentas só falam inglês.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário